12 de nov de 2010

Slipknot: "não é uma banda, é uma cultura", diz Clown

O percussionista do Slipknot, Shawn "Clown" Crahan disse recentemente para The Pulse of Radio que ele está confiante que a banda estará de volta, declarando:

"O Slipknot só precisa de um tempo," disse. "E então haverá o momento que estaremos juntos e vamos resolver o que está acontecendo. Mas nós não vamos ficar para trás. Não é uma banda, é uma cultura, e você não pode apenas limpar uma cultura da face da terra. As pessoas não vão querer."

Slipknot: roubaram ítens do túmulo de Paul Gray





De forma muito desagradável, soubemos que alguns presentes deixados para Paul em seu túmulo foram roubados. Havia estátuas de gárgulas, bem como um Buda, que foram colocados no túmulo de Paul por seus amigos e familiares e foram levados. Pedimos para que quem fez isso, por favor, devolva os ítens (não haverá perguntas). Se alguém tiver qualquer informação sobre os itens roubados, por favor avise-nos postando comentários [somente no site do Slipknot, por favor]. Obrigado pelo seu apoio constante neste período.

Conforme divulgado anteriormente aqui no Whiplash, o baixista de 38 anos (um dos membros fundadores do SLIPKNOT) foi encontrado morto em 24/05 deste ano em um quarto de hotel nos EUA e deixou esposa - Brenna Paul - e filha (nascida em agosto, após sua morte).

14 de out de 2010

Slipknot: "(sic)nesses é uma prova de nossa evolução"







A musicpix fez uma matéria sobre o novo DVD do Slipknot, onde SHAWN CLOWN declara que foi um dos trabalhos mais difíceis para ele:

"(sic)nesses foi uma das peças mais difíceis de completar, dadas as circunstâncias (falecimento do baixista PAUL GRAY)".

"É uma prova de nossa evolução e uma prova que realizamos exatamente o que nos propusemos a fazer mais de 10 anos atrás. Nós nunca mais seremos os mesmos. Você nunca será o mesmo. Aqui está o futuro e nossa evolução".

Fonte desta matéria: Musicpix

6 de out de 2010

Clipes de (sic)ness

A Roadrunner postou em seu site oficial alguns clipes do novo DVD do Slipknot, que foi lançado na última terça feira (28/09):

Para ver os videos basta clicar

Joey
Psychosocial
Vídeos 1, 2 e 3
Vídeo 4 -Sulfur
Video 5
Vídeo 6

Top 10 da Metal Hammer de musica que te fazem chorar!

A Metal Hammer postou em seu site a lista das "10 músicas que fariam qualquer um chorar" e Slipknot entrou com "Snuff".
Confira a lista completa:


1. Guns N’ Roses – ‘November Rain’
2. Metallica – ‘Fade To Black’
3. Black Label Society – ‘In This River’
4. Pantera – ‘Cemetery Gates’
5. Alice In Chains – ‘Down In A Hole’
6. Korn – ‘Daddy’
7. Rainbow – ‘Mistreated’
8. Velvet Revolver – ‘Falling To Pieces’
9. Slipknot – ‘Snuff’
10. Avenged Sevenfold – ‘Fiction’

Seven Deadly : capa revelada



O Blabbermouth postou agora a possível capa do Seven Deadly Sins, livro escrito por Corey Taylor, que será publicado ano que vem!









(sic)ness :Psychosocial

O Yahoo publicou o vídeo de "Psychosocial" que estará no novo DVD do Slipknot "(sic)nesses":

Clique aqui e veja

Rob Zombie lança musica com Joey Jordison



A nova música do Rob Zombie, "Everything is Boring" está disponível para stream no ArtistDirect.com. A música é do álbum "Hellbilly Deluxe 2" que chega as lojas dia 28 de setembro e conta com três músicas inéditas gravadas por Joey Jordison.

Confira a música clicando aqui

Trailer de (sic)ness


Foi publicado o primeiro trailer do "(sic)nesses", o novo DVD duplo do Slipknot que vai ser lançado dia 28 de setembro, que conta com o show do Download Festival, um dos últimos shows de Paul Gray e um documentário.
Para ver o video clique aqui





2 de out de 2010

Slipknot: "Estou tentando viver mais o aqui e o agora!"








O guitarrista do SLIPKNOT/STONE SOUR, Jim Root, foi perguntado pelo Artisan News Service se a recente morte do baixista do Slipknot, Paul Gray, mudou sua forma de pensar sobre suas prioridades entre o Slipknot e STONE SOUR. “Não, não realmente,” ele respondeu. “É difícil dizer. Tudo está tão recente.”

Ele continuou, “Estamos falando sobre fazer outro álbum com o SLIPKNOT? Não. Vamos fazer? Possivelmente. Quero dizer, neste momento o Slipknot não tem um baixista, então como podemos pensar em fazer outro disco sem um baxista? Talvez nosso baixista já seja alguém que está na banda, eu não sei. O Mick [Thomson, guitarra] ou eu ou qualquer um cumprir essa tarefa se estivéssemos compondo? Com certeza."

“Tudo acontece por uma razão. Talvez essa seja nossa chance de fazer outro disco [com o STONE SOUR] e dar ao Slipknot um pouco mais de tempo de pensar sobre o futuro e sobre o que queremos fazer. Tudo pode acontecer.”

Sobre como a morte de Gray afetou o modo dele viver a vida, Root disse, “Estou tentando viver um pouco mais o aqui e o agora ao invés de seis meses ou um ano à frente, o que é o que tenho feito pelos últimos dez anos. Sempre estou vivendo pelo menos um ano à frente de onde realmente estou, e isso pode te levar a alguns pensamentos negativos e a algumas vibrações ruins. Estou só meio que mais, tipo, vou viver um dia de cada vez do jeito que ele vier e isso vai ser bom o bastante para mim.”

17 de set de 2010

Slipknot: detalhes e foto do box do novo DVD

O novo trabalho ao vivo do Slipknot, "(sic)nesseses" será lançado no formato de um box especial. O kit contará com o DVD duplo, além de uma camiseta, uma réplica do ingresso do festival Download, nove gravuras 8×10 e um box de colecionador.
Confira uma foto dos itens abaixo.



"(sic)nesses" será lançado no dia 28 de setembro via Roadrunner. Fãs interessados na edição box terão de desembolsar US$75.

Matéria original: MPSIROCK

12 de set de 2010

Corey Taylor: fala sobre a série "Supernatural"







O vocalista Corey Taylor (SLIPKNOT, STONE SOUR) falou com o editor Rick Florino do site ARTISTdirect.com sobre seus seriados preferidos e sobre a sua coleção de DVDs.

Como está a sua coleção de DVD’s nesse momento? Há alguma coisa nova que você adicionou?

“Deus, essa é uma boa pergunta (risos). A série de que eu estou acompanhando agora mesmo é ‘Supernatural’! Eu estou realmente por dentro disso. Um amigo meu me apresentou muito tarde. Eu não tinha assistido tudo, quando peguei a primeira temporada imediatamente saí e comprei o resto da série. Agora eu não posso esperar pela quinta temporada que sai no dia 7 de setembro, o mesmo dia do lançamento do nosso álbum! Agora eu estou indo logo ali na melhor loja comprar isso. Supernatural é um belo seriado. É quase parecido com Arquivo-X. Se você se envolver com a série você vai amar! O roteiro é fantastico”

Isso se parece um pouco com “Millenium”.

“Sim, porém tem um humor para isso, é realmente bom. É sobre os irmãos Sam e Dean Winchester. A harmônia que eles têm junto é realmente boa. Definitivamente começa com a primeira temporada e pega tudo. Isso é tão valioso. Esse é meu seriado favorito no momento”.

Para ler a entrevista inteira clique no link abaixo.

Matéria original: Gorilas de Marte

Corey Taylor fala sobre seu livro









Em julho a ExploreMusic conduziu uma entrevista com o vocalista das bandas Slipknot e Stone Sour, Corey Taylor.

Corey falou sobre o seu livro, intitulado “Corey Taylor’s Seven Deadly Sins (Os sete pecados capitais de Corey)”, que será lançado no dia 1º de março de 2011. Leia abaixo trechos da entrevista com Corey:

Sou basicamente eu ironizando toda essa coisa de religião. Isso realmente está amarrado em torno do “Seven Deadly Sins” e como… minha interpretação dos sete pecados capitais basicamente não é um pecado no todo. Eles são humanos, caracteristicas que nós todos devemos compartilhar. Dessa maneira, esse é o tipo de coisa que conecta a nós todos – Nós somos todos excitados, famintos, nervosos, basicamente. Porém isso não é um pecado. Eles podem começar o pecado, porém o estimulo não é um pecado. Nós todos temos instintos animais no final do dia. Metade das vezes estou surpreso de como as pessoas podem amarrar seus malditos cadarços, porém isso não faz disso um pecado. E esse sou eu fazendo esse ponto de que você pode viver com esses estímulos, você pode viver com essa fome e continuar sendo uma boa pessoa, e eu balanço isso com algumas histórias do passado, e todos esses tipos de coisas que foram jogadas e, você sabe, isso foi lançado para o outro lado e, esperançosamente, eu sou uma boa pessoa para isso. Isso pode parecer um pouco engraçado, um pouco sério, porem isso é demais – eu acho – eu acho que isso é muito inteligentemente escrito e eu faço disso muito válido. Então lá vai você.”

ExploreMusic: Para começar, porque você decidiu escrever um livro?

Isso foi algo que eu sempre quis fazer. Isso foi apenas outra peça da lista de coisas que eu tinha em minha cabeça de coisas que eu queria fazer, e por sorte, eu realmente tive um bom amigo que literalmente é um agente, que estava muito focado de eu estar fazendo um livro. A casa de publicação que eu decidi divulgar, De Capo Press, eles também estavam muito interessados, por que eles estavam, como, “você quer saber? Nós queremos publicar seu próprio livro. Nós queremos fazer isso. Nós queremos que você faça isso, e nós vamos ajudar você a fazer isso. Então isso foi muito legal. Eu tinha um monte de pessoas que estavam atrás de mim logo ali na saida do portão. Eu escrevi isso em um mês e meio… Eu acabei isso. Eu estou falando 75,000 paravras, 11 capitulos… Feitos! E eles estavam, como, ‘Você está muito a frente do cronograma. ‘ E eu estava, como, ‘Bom, vocês queriam isso. Eu quero dizer, isso é o que eu faço.’ Então eu escrevi isso. Durante a gravação do (novo album do Stone Sour) ‘Audio Secrecy’, quando eu não estava gravando, basicamente eu estava escrevendo. E eu aprontei tudo muito rápido. Então isso está sendo editado agora mesmo. Eu apenas tive o trabalho de arte junto; E eu estou fazendo uma triagem disso tudo. Porém eu estou travado. Isso vai ser lançado na próxima primavera, e… é apenas uma das coisas que eu tenho que fazer. E eles estão tão felizes com isso que eu já sei sobre o que vai ser meus próximos dois livros. Então isso é muito, muito legal.

ExploreMusic: Eu estou interessado em ouvir seu argumento para “Não matarás.”

Bom, ‘não matarás’ é uma recomendação; Isso não é um pecado peculiar. Os sete pecados capitais são gula, cobiça, luxúria, ira, inveja, preguiça e orgulho – Vaidade, basicamente. Esses são os sete pecados capitais, e nós todos sentimos eles, nós todos vivemos eles, nós todos temos esses dias que estamos com bastante preguiça, nós todos temos aqueles dias que apenas queremos comer tudo o que estiver em vista, Nós todos temos aqueles dias onde cada cada garota, ou cara, são inacreditavelmente sexys… Nós temos esses dias onde nós todos vivenciamos isso, e não à nada de errado nisso. Nós agimos conforme os sentimentos. Se você não pode lidar com isso, então você está no caminho errado. Porem eu vou ficar fodido se eu for deixar uma organização religiosa, me deixar mal sobre essas coisas que acontecem naturalmente. Vai se foder! Vocês não tem o controle suficiente do mundo? Vocês apenas poderia me deixar em paz e deixar eu viver minha vida? Se eu matar alguém, claro, me condene. Pronto, foi justo. Se não estou matando alguém, se não estou abusando de crianças, se não estou fazendo isso e fazendo aquilo, então dê o fora da minha vida.

Corey Taylor se diz confuso quanto a volta do Slipknot







Corey Taylor se diz confuso e não quer fazer quaisquer declarações sobre o futuro do Slipknot após o recente falecimento do baixista Paul Gray. O vocalista diz estar concentrando-se, no momento, na divulgação do novo disco de sua outra banda, o Stone Sour.

"É uma espécie de zona cinzenta agora. Todo mundo ainda está sentindo isso, é muito cedo pra tomar qualquer decisão", declara Corey ao site FMQB Productions.

"É muito conflitante sobre se deve ou não fazer algo mais com o Slipknot, porque pra mim, o Paul era parte fundamental da banda. Ele foi um dos principais responsáveis por fazer a banda chegar onde chegou. Paul era o orquestrador por trás de algumas das melhores músicas que nós lançamos. Ele era a alma da banda", completa Corey.

"Não quero fazer quaisquer declarações que me faça parecer um idiota no futuro, mas pra mim, agora, a volta do Slipknot simplesmente não faz sentido", diz o vocalista. "Até algo aconteça, esse é o modo como vejo as coisas. É por isso que sempre venho dizendo que é muito cedo pra dizer... mas nunca se sabe".

Vale lembrar que a programação do Slipknot seria, independente da morte de seu baixista, dar uma pausa nas atividades até 2012, enquanto seus integrantes se envolvem em projetos paralelos. Qualquer decisão quanto ao futuro da banda só será definido, exatamente, na proximidade desta data.





3 de set de 2010

Joey: "Paul era meu melhor amigo"




Mas Joey ainda está de luto pela morte do baixista do Slipknot, Paul Gray.




"Ele era meu melhor amigo e ainda é. E era minha alma gêmea musical"




Gray foi encontrado morto dia 24 de maio desse ano em um hotel em Iowa. Joey e os outros integrantes do Slipknot ainda continuam com a banda, que já ganhou um Grammy e vendeu milhões de discos. O álbum mais recente, All Hope is gone, de 2008 foi gravado nesse mesmo estúdio e ficou em primeiro lugar no seu lançamento na Top 200 da Billboard.

Esse álbum começou como todos os outros: com Paul e Joey fazendo riffs e outros elementos das músicas.

Joey estava reclamando de cansaço, por ter ficado ensaiando na noite anterior até as 4 da manhã, mas ele não subestima nenhuma apresentação.




"A vida definitivamente ficou mais preciosa agora. Eu sinto como se tocasse minha música para todas as pessoas que eu perdi, penso nelas o tempo todo."




O médico legista confirmou que Paul morreu de uma overdose acidental de analgésicos, morfina e fentanil. No começo do mês, sua esposa Brenna deu a luz a filha do casal, October Dedrick Gray.

Joey ainda não superou, mas as coisas estão melhorando.

Tem sido dias ocupados para os integrantes do Slipknot. O outro projeto do DJ Sid Wilson, chamado apenas de "Sid", estreou semana passada com um show aqui em Des Moines.




Enquanto o Murderdolls sobe no palco hoje à noite em Des Moines, Corey Taylor e Jim Root, do Slipknot, juntos, vão reviver sua outra banda, o Stone Sour, com um show em um clube da cidade de Nova York, que será transmitido ao vivo no website da banda.

O parceiro musical de Jordison no Murderdolls é o cantor Wednesday 13. Originalmente, ele é da China Grove, N.C., e nunca tinha pisado em um avião antes de Jordison recruta-lo para fazer parte do álbum da banda de 2002. Então ele não é nenhum estranho no cenário rural de Sound Farm.




“Você pode dinamitar por oito postes de luz e atravessar seis cidades” disse o cantor sobre sua terra natal.




Wednesday 13 pode confirmar que o vício mais conhecido de Jordison é o trabalho, e isso não é nenhum elogio exagerado para um cara que eu venho acompanhando desde que o Slipknot começou.

Seguindo os passos da turnê histórica de Jordison como baterista – com o Metallica, Korn, Zombie, Ministry e outros, assim como o Slipknot e o Murderdolls - a história é contada.




Ele é um técnico implacável atrás de um kit de bateria, no estúdio e, possivelmente, um dos membros mais aclamados universalmente do Slipknot, em termos de maestria no que faz.

Por exemplo: Jordison ganhou uma enquete online criada pela revista Rhythm que atingiu 100.000 votos para determinar os “20 maiores bateristas dos últimos 25 anos.” (Desculpem, Neil Peart (Rush), Stewart Copeland (The Police), etc.)





Certamente a música foi o chamado de Jordison, lá pelos seus cinco anos de idade, e aquele senso de propósito nunca o abandonou, mesmo com todos os altos e baixos de sua carreira.

Mas ele tem sido assombrado pelo pensamento de que houve épocas onde ele poderia ter sido o modelo comum de um rockstar exagerado e do abuso de substâncias químicas no lugar de seu último amigo de banda.




“Eu me livrei dessas coisas há três anos. Eu pensava que tudo era somente diversão e jogos, mas não é... Depois que eu terminei a minha turnê com o Korn em 2007, eu realmente me dediquei depois disso... Fui pego de jeito, e foi assim – eu simplesmente parei.”




Mesmo com um ano trágico, Jordison reafirmou que o Slipknot não vai parar.

A banda irá lançar um novo DVD em 28 de Setembro, “(sic)nesses,”com gravações do show principal da banda em Junho de 2009 no Download Festival, Inglaterra, em frente a 80.000 fãs.

Teve um momento por trás da bateria – com Gray ainda no palco – que marcou a experiência no Slipknot para Jordison.




“Eu não vou lembrar o meu nome quando eu estiver com 85 anos, mas me lembrarei daquele show” ele disse.




O Segundo álbum do Murderdolls, “Women and Children Last” (uma mistura com o título do álbum do Van Halen de 1980), foi lançando na terça-feira.




“Claro que terá outra gravação do Slipknot. Mas, sabe – não há nenhuma reposição. Todos na banda tocam baixo e podem tocar guitarra. Vamos chegar a esse ponto quando chegarmos lá. Mas eu quero que todos saibam – e todos os meus fãs do Slipknot e de Iowa também – que não importa o que eu esteja fazendo agora com o Zombie e o Murderdolls, o Slipknot vai voltar. Mas nós ainda estamos lidando com a morte de Paul, que Deus descanse sua alma. ... Paul nunca iria querer que parássemos com o Slipknot.”



Baterista do Slipknot é eleito o melhor dos últimos 25 anos


O baterista do Slipknot foi considerado o melhor instrumentista do gênero no mundo por 100 mil leitores da revista especializada "Rhythm", editada na Inglaterra. Segundo informações veiculadas pela BBC nesta segunda-feira (30), Joey Jordison foi considerado o melhor baterista dos últimos 25 anos pelos compradores da publicação.

Aos 35 anos, o músico se declarou "sem palavras" com a posição de destaque no ranking. "Isso está além do inacreditável. É este tipo de coisa que me deixa inspirado para seguir tocando", disse.

Para o editor da "Rhythm" Chris Barnes a "técnica impressionante e sua capacidade de imprimir seu estilo único a cada projeto que integra" influenciaram no resultado.

Jordison superou Mike Portnoy, da banda Dream Theater e Gavin Harrison, da Porcupine Tree. Em quarto lugar na lista surgiu Neil Peart, do Rush. Em seguida, na quinta posição, figurou o ex-Nirvana e atual Foo Fighters e Them Crooked Vultures Dave Grohl.


Fonte: G1

Slipknot: Corey Taylor já pagou fã para deixar plateia





Parece que o vocalista do Slipknot, Corey Taylor, se incomoda bastante com os fãs da banda quando está se apresentando com seu outro grupo, o STONE SOUR. Segundo o cantor, existem fãs chatos que ficam pedindo músicas do Slipknot em pleno show do STONE SOUR.

Taylor revelou, em entrevista à Metal Hammer, que já chegou a pagar um fã para que deixasse a plateia. A informação é do Terra. "Lembro de tirar dinheiro do bolso e dar para um cara ir embora escoltado pelo segurança", disse o vocalista. "Se você quer ouvir essas músicas, você está no show errado", completou. Taylor deixou bem claro que separa totalmente os trabalhos das duas bandas: "É difícil fazer show para uma plateia onde três quartos estão pedindo canções do Slipknot".

O STONE SOUR foi formado em 1992 e Corey Taylor deixou o grupo para se juntar ao Slipknot em 1995, juntamente com o guitarrista Jim Root. Porém, em 2002, Taylor voltou a se apresentar com o STONE SOUR paralelamente.

Fonte desta matéria: Terra

28 de ago de 2010

Corey Taylor: "Não tenho interesse em atuar em filmes"



A The Pulse of Radio conduziu uma entrevista com o vocalista Corey Taylor (SLIPKNOT, STONE SOUR), que falou sobre a possibilidade de atuar em filmes:

"Não tenho interesse em atuar em filmes. Quer dizer, eu sempre quis escrever filmes, roteiros e fiz isso no passado, se acontecer tudo bem, mas não é algo que eu tenha como objetivo."

"Eu meio que conheci o Seth Green. Nos encontramos nos VMA’s alguns anos atrás, eu estava com a roupa e a máscara do Slipknot então ele ficou meio apreensivo. Eu sou baixinho e mesmo assim era maior que ele então foi estranho, mas eu ainda fiquei meio 'é o Seth Green ali cara, que demais!'”

27 de ago de 2010

Divulgada capa do novo DVD do SLIPKNOT






Faz todo o sentido que a banda, conhecida por sua coleção de DVDs, variando de câmeras, vários ângulos e documentários sobre o trabalho por trás dos shows e dos clipes, lançaria "(sic)nesses", que conta com uma apresentação especial do Slipknot no Download Festival.

Todos os shows do Slipknot são memoráveis, mas este é mais memorável ainda. Foi o dia em que a banda tocou todos os seus hits de todos os seus álbuns de platina. No palco é o Slipknot em toda a sua essência e você se sentirá na primeira fila.

30 câmeras capturando todos os ângulos possíveis da banda, que viajou por todo o mundo desfilando seus hits, mostrando também seus fãs como um elemento crucial de qualquer show do Slipknot, tão importantes quanto qualquer membro da banda.

Talvez o mais importante destaque de (sic)nesses é que foi uma das últimas apresentações do fundador da banda Paul Gray, baixista que faleceu tragicamente em maio de 2010. Embora inicialmente sem a intenção de ser um DVD de tributo, o show é um testemunho da herança de Paul Gray, onde os fãs podem desfrutar de sua forte expressão como baixista, fazendo aquilo o que mais amava.

Além disso, o DVD inclui um documentário de 45 minutos com os bastidores do show, dirigido pelo percussionista Shawn Crahan, além de todos os quatro vídeo clipes produzidos para o All Hope Is Gone, último álbum do Slipknot.

(sic)nesses, que será oficialmente lançado no dia 28 de Setembro conta com as seguintes músicas ao vivo:

01. 742617000027
02. (sic)
03. Eyeless
04. Wait and Bleed
05. Get This
06. Before I Forget
07. Sulfur
08. The Blister Exists
09. Dead Memories
10. Left Behind
11. Disasterpiece
12. Vermilion
13. Everything Ends
14. Psychosocial
15. Duality
16. People=Shit
17. Surfacing
18. Spit it Out

Slipknot anuncia novo DVD: (sic)nesses






A Roadrunner Records confirmou o lançamento de um novo dvd da banda dia 28 de setembro. O show foi gravado no Download Festival em junho de 2009 com um público de 80 mil pessoas e com 30 câmeras gravando de todos os ângulos.

A apresentação foi uma das últimas de Paul Gray, que faleceu em maio de 2010. O DVD ainda tem um documentário de 45 minutos dirigido por Shawn mostrando os bastidores da turnê, quatro clipes do All Hope is Gone (Psychosocial, Dead Memories, Sulfur e Snuff) e o making of de "Snuff".

Tracklist:
1. 742617000027
2. (sic)
3. Eyeless
4. Wait and Bleed
5. Get This
6. Before I Forget
7. Sulfur
8. The Blister Exists
9. Dead Memories
10. Left Behind
11. Disasterpiece
12. Vermilion
13. Everything Ends
14. Psychosocial
15. Duality
16. People=Shit
17. Surfacing
18. Spit it Out

Esposa de Paul Gray dá a luz ao primeiro filho do casal












Brenna Gray, esposa do falecido baixista Paul Gray, deu à luz ao primeiro filho do casal, uma menina chamada October Dedrick Gray, na última terça-feira, 17 de Agosto, às 23:10h.

Segundo Brenna, a menina se parece muito com o pai e pesa um pouco mais de 2,3kg, com 48cm de comprimento.

Um porta-voz do Slipknot disse que a mãe e o bebê passam bem.




Corey pretende lançar um livro






Recentemente Bryan Reesman, do blog Attention Deficit Delirium, conduziu uma entrevista com o vocalista Corey Taylor (SLIPKNOT, STONE SOUR), que falou sobre a possibilidade de lançar um livro falando sobre os sete pecados capitais:

“Acabei de escrever e está sendo editado. Quero lançar na primavera do ano que vem, é sobre os sete pecados capitais e minha visão sobre eles, e como acho que eles não são realmente pecados. São características humanas. São apenas defeitos e coisas que todos experimentamos, e só por isso estamos condenados? Dane-se você. Pra mim, é parte de ser humano, e sou eu afirmando isso e dizendo que você pode enfrentar essas coisas e no fim do dia ainda ser uma boa pessoa. Eu estou contando histórias do meu passado, com partes que equilibram humor com coisas muito sérias e tristes. Estou muito animado sobre isso. Estou orgulhoso de ter escrito isso sozinho, então, se ficar ruim, vocês já sabem a quem culpar.”

De acordo com Taylor, o livro vai ser publicado pela editora Da Capo Press.

26 de jul de 2010

Joey Jordison fala sobre o novo album do Slipknot

Aqui é Julia, no Rockstar Energy Drink Mayhem Festival com Joey Jordison.Sempre vestido de um jeito meio "dark metaleiro", e eu tenho que admitir, você sempre está muito sexy, Joey.

Obrigado, você também.

Ah, obrigada! Eu também adoro preto! Você está em turnê com o Rob Zombie, vocês já se conheciam antes, como surgiu isso?

Sou fã dele desde que saiu o 'Ls Sexorcista' do White Zombie. Nos conhecemos em 1999, durante a primeira turnê solo dele e primeira do Slipknot também.

Eu conheço o Jhon 5 a onze anos. Ele me ligou e disse: "Cara, nosso baterista saiu! Você conhece alguém que possa nos ajudar?" Eu percebi que ele estava jogando verde, esperando eu me oferecer.
Somos amigos há muitos anos, nos encontramos em Des Moines uns dois meses antes e como eu não entraria em turnê com os Murderdolls até o outono, aceitei na hora.

Você também se apresentou com o Korn, com várias outras bandas e eu até te vi tocando com o Metallica no Download Festival. Em qual outra banda você adoria tocar?

Sempre me fazem essa pergunta, eu realmente não sei. Eu toquei com o Ministry, que é do estilo industrial; com o Satyricon, do black metal; com o Korn, produzi o Three Inches Of Blood, agora com o Zombie. É uma pergunta estranha.

Que tal o "Dead or Alive"?

É, poderia ser. E claro, eu sou um grande fã do Kiss, tocar com eles seria muito legal. Enfim, eu já toquei com muitas das bandas que eu gosto. Eu gosto de tocar com um monte de gente
diferente, se aprende muito dessa maneira.

O novo album do Murderdolls está saindo, eu gostei muito do nome "Women and children last" (mulheres e crianças por último), é um título adorável!

É uma brincadeira com o nome do Women and Children first, do Van Halen. Eu sei que você sabe disso, mas muitos fãs não sabem.

Mas é uma linha diferente?

Sim, exatamente.

Vocês tiveram muito mais tempo para organizar esse novo álbum, como ficou o som e a produção? Qual é o tema principal?

Eu considero este o primeiro álbum dos Murderdolls, o primeiro foi legal, mas era metade músicas do Rejects e metade do Frankeinstein Dragqueens. Foi uma blueprint.

Eu apenas gravei tudo junto e o Wednesday fez os vocais.

Foi feito bem rapidamente, mas deu certo. A banda foi muito bem no exterior, tocamos na Austrália no Japão e quase não tocamos nos EUA.

Nós trocamos idéias por oito anos, mas o Wednesdey estava ocupado com o projeto dele e eu estava atolado em trabalho, com várias bandas e tal.

E finalmente surgiu a oportunidade de fazermos isso acontecer. Foi a primeira vez que pudemos sentar juntos e escrever as músicas

Muito do terror e etc foi deixado pra lá, continuamos sendo uma banda engraçada e tal, mas é bem mais pesado

há músicas mais concisas, é um álbum muito melhor. Como eu disse, é o verdadeiro primeiro disco da banda, as pessoas vão adorar e se surpreender

Qual é a coisa mais sombria ou terrível que você fez pra alguém ou pra si mesmo?

Essa é difícil! Não sei, toda vez que vou pro palco com o Slipknot é puro terror, já quebrei muitos ossos e ganhei cicatrizes, todo dia podia ser meu último.

No Golden Gods Award você mencionou que haveria um novo álbum do Slipknot em 2012. Isso ainda é uma possibilidade?

Com certeza, eu quero agradecer aos fãs pelo apoio dado e... vai haver outro álbum, com certeza.

Podemos falar sobre o Paul?

Não, eu só queria agradecer aos fãs e as pessoas que apoiaram a mim, a família do Paul e ao Slipknot.

Pessoal, confiram o Joey tocando com o Rob Zombie aqui no Rockstar Mayhem Energy Drink Festival
E o próximo álbum do Murderdolls, que sai em 1º de agosto, Women and Children Last E, claro, fiquem atentos pro retorno do Slipknot em 2012.

Eu amo você, cara!


Eu também te amo.

Joey Jordison fala sobre um possível novo álbum do Slipknot

O baterista Joey Jordison recentemente deu uma entrevista para o canal a cabo FUSE, nos bastidores do Rockstar Energy Drink Festival.

Quando perguntado se o Slipknot continuará, já que rolam boatos de que a banda encerraria as atividades após o falecimento do baixista Paul Gray, Jordison disse: "Absolutamente. Eu só quero agradecer a todos os fãs da banda pelo apoio em minha perda. Mas haverá outro álbum, com certeza."

Veja o vídeo da entrevista na íntegra, em inglês clicando aqui

21 de jul de 2010

Sid Wilson compõe música para Paul Gray


O Gauntlet fez uma entravista exclusiva com Sid Wilson sobre uma música que vai sair no seu álbum solo esse ano. Ficamos sabendo depois que a música foi escrita para Paul Gray 5 anos antes de sua morte em maio. Na música, Sid toca piano enquanto tenta se aproximar do amigo que está perdido nas drogas:

Your life was a season
(Sua vida foi passageira)
So hard to face
(Tão difícil de encarar)
Your life was so easy
(Sua vida foi tão fácil)
Till you took that taste
(Até você tiar o gosto)

All you needed was that place
(Tudo o que você precisava era daquele lugar)
All you needed was that taste
(Tudo o que você precisava era daquele gosto)

We are all gonna miss you
(Todos nós vamos sentir sua falta)

Segue abaixo a conversa com Sid:


Então é você que canta? Achei que fosse mas não tinha certeza já que nunca te ouvi cantar
Sim, sou canto um rap, tem alguns convidados, mas a maior parte sou eu. Eu escrevi, gravei, produzi e editei todas as músicas, com a ajuda de um time de produção. O single foi produzido por mim e A-Rock Impossible.


Que música vai ser o single?
"Nervous Central"


É uma boa música, mais animada que a maioria. Eu gostei muito de "Flat Lace" é uma música bem emotiva e pesada
Sim


Eu ouvi umas cinco vezes e realmente mexeu comigo.
Eu a escrevi para Paul cerca de cinco ou seis anos atrás... Não quero falar disso agora, o máximo que vou dizer é que a música foi escrita para ele.

Para ouvir a música, acesse o novo Myspace de Sid Wilson: myspace.com/sidthe3rd

Corey canta Snuff e dedica a Paul Gray ♥

No último dia 15 de Julho, Corey Taylor se apresentou no Hard Rock Hotel, em Las Vegas, onde está acontecendo uma exposição de uniformes e máscaras antigas utilizadas pelo vocalista no Slipknot, bem como algumas fotografias e outras recordações especiais.

Algumas fotos da exposição podem ser vistas clicando aqui.

Para celebrar esta homenagem, Corey realizou dois shows solos no hotel. Durante uma das apresentações, o vocalista tocou a música Snuff e a dedicou para Paul Gray, baixista do Slipknot que faleceu recentemente. Veja o vídeo clicando aqui

12 de jul de 2010

Jim fala sobre o possivel futuro do Slipknot






Em uma entrevista para o site do Sonisphere Festival, o guitarrista do Slipknot e do Stone Sour, James Root, revelou que o Slipknot ainda não decidiu se vão continuar o trabalho depois do falecimento do baixista Paul Gray, no último mês.

Jim disse que ele e o vocalista Corey Taylor planejam dois anos de turnê com o Stone Sour e, logo após este período se reunirão com os demais membros do Slipknot para decidir o futuro da banda.

Segundo o guitarrista, "um grande proccesso de cura terá que acontecer antes da banda pensar se o Slipknot continuará lançando CDs ou fazendo shows".

Vale lembrar que o Slipknot já estava de férias quando o baixista Paul Gray faleceu. Portanto, de qualquer forma, a banda só voltaria às atividades em meados de 2012.

Nota do editor:
Nós do Slipknot Brasil pedimos encarecidamente para que todos os fãs parem de questionar em nosso Twitter, ou até mesmo em páginas pessoais de membros da banda pela internet, se o Slipknot vai acabar ou não.

Claramente, Paul Gray era um irmão para cada um dos membros da banda e, inclusive, foi um dos fundadores do Slipknot. Eles precisam lidar com essa perda e colocar suas mentes em ordem antes de pensar em qualquer atitude futura. Entendam e respeitem a dor dos integrantes e sejam sensatos caso o futuro do Slipknot seja mesmo o fim.

26 de mai de 2010

Informações da coletiva da morte de Paul Gray




De acordo com o site TMZ.com, o funcionário do hotel que descobriu o corpo do baixista do Slipknot Paul Gray na última segunda-feira (24 de maio), disse ao operador do 911 (número telefônico da polícia americana) que notou uma agulha hipodérmica e um frasco de comprimidos no quarto do músico, junto ao corpo de Paul, quando entrou na suíte.

No audio da chamada do 911, obtido pelo TMZ, o funcionário diz ao operador que ele suspeita que o baixista morreu de "uma overdose de drogas" e que "Paul já estava no quarto a um tempo".

O funcionário disse também ao operador da polícia que a mãe de Paul tinha chamado o hotel no início do dia, porque ela não tinha notícias de seu filho.

Anteriormente, a polícia de Urbandale divulgou que a autópsia de Paul não revelou a causa da morte e que sua morte ainda está sob investigação. A equipe de legistas ainda está aguardando os exames toxicológicos.

Dr. Gregory Schmunk disso que os resultados de todos os testes necessários podem levar de 4 a 6 semanas para ficarem prontos, e que Paul já estava morto várias horas antes de ser encontrado, aproximadamente as 10:50am de segunda feira (24/05).


MORRE PAUL GRAY

De acordo com o site TMZ.com, o funcionário do hotel TownePlace Suites que descobriu o corpo do baixista do Slipknot Paul Gray na última segunda-feira (24 de maio), disse ao operador do 911 (número telefônico da polícia americana) que notou uma agulha hipodérmica e um frasco de comprimidos no quarto do músico, junto ao corpo de Paul, quando entrou na suíte.

No audio da chamada do 911, obtido pelo TMZ, o funcionário diz ao operador que ele suspeita que o baixista morreu de "uma overdose de drogas" e que "Paul já estava no quarto a um tempo".

O funcionário disse também ao operador da polícia que a mãe de Paul tinha chamado o hotel no início do dia, porque ela não tinha notícias de seu filho.

Anteriormente, a polícia de Urbandale divulgou que a autópsia de Paul não revelou a causa da morte e que sua morte ainda está sob investigação. A equipe de legistas ainda está aguardando os exames toxicológicos.

Dr. Gregory Schmunk disso que os resultados de todos os testes necessários podem levar de 4 a 6 semanas para ficarem prontos, e que Paul já estava morto várias horas antes de ser encontrado, aproximadamente as 10:50am de segunda feira (24/05).


EU COMO FÃ REALMENTE SINTO MUITO ,ADEUS PAUL VÁ COM DEUS AMOR.

10 de mai de 2010

Entrevista com Corey para o Young Minds

A entidade de caridade do Reino Unido "Young Minds" fez uma entrevista com o Corey sobre o passado e as dificuldades que ele enfrentou quando era mais jovem.

Assista o vídeo legendado abaixo:

video

Slipknot lança sua loja virtual






O Slipknot lançou sua nova loja virtual, com alguns novos produtos e novo visual.

Juntamente com o Slipknot Store, a banda anuncia a novidade de que quem for usuário do Outside the Nine, poderá comprar o box especial de comemoração dos 10 anos de Self-Titled com todos os 9 chaveiros divulgados. Quem não for do fã-clube não tem essa opção e no box virá somente 1 chaveiro.

No site também há a possibilidade da compra do box nas cores preta e prata, ambas por 75 dólares. Infelizmente, nenhuma das opções podem ser entregues no Brasil. Pelo menos por enquanto.

Veja abaixo as duas caras da nova loja, de acordo com o tipo de cadastro do usuário no site:


Slipknot Store

17 de abr de 2010

Corey Taylor participa de jam session no Ride For Dime





Ace Frehley (KISS), Corey Taylor (STONE SOUR, SLIPKNOT), Aaron Lewis (STAIND), Vinnie Paul Abbott (PANTERA, DAMAGEPLAN, HELLYEAH), Bob "Zilla" Kakaha (DAMAGEPLAN, HELLYEAH) e Mikey Doling (SNOT, SOULFLY) estão entre os músicos que fizeram parte de um jam all-star ontem (Domingo, 16 de Agosto) no 5º Ride For Dime, um passeio anual de caridade e shows em memória das vítimas que morreram com vários tiros em Dezembro de 2004 em Alrosa Villa ("Dimebag" Darrell Abbott, Jeff Thompson, Nathan Bray e Erin Halk).

Ride For Dime foi a primeira organização criada em 2005 pelos membros/moradores de Dallas do fórum oficial do DAMAGEPLAN como um evento do qual não seria em honra somente à Dimebag Darrell, mas também levantar fundos para ajudar com as caras despesas de todas as vítimas daquela trágica noite. Os organizadores trocaram suas doações para benefíciar uma organização de caridade de escolha da família Abbott.






Fonte: Blabbermouth.net


video

16 de abr de 2010

Clown Exposure: Left For Use




No dia 06/08, foi postado na Noisecreep mais uma edição da "Clown Exposure", chamada "Left For Use". Confira a tradução abaixo:

No "Clown Exposure" da semana passada, o fotógrafo experimental Shawn Crahan nos levou a uma foto horripilante chamada "Left for Dead", caracterizada por um cadáver feminino deitado entre a floresta. Nessa semana, Crahan usou um tema similar em "Left For Use", mas com diferentes resultados.

A foto, também tirada entre as árvores, descreve um boneco masculino de madeira despido e deitado por cima de um galho de árvore, e enquanto isso tem um elemento de ameaça, é igualmente caprichoso. Desde que as pernas do boneco não estão na imagem, não está claro se ele está deitado ou está debruçado (desenhe suas próprias conclusões).

Como o "Left for Dead," é a profundidade de campo de Crahan que faz a foto ficar especialmente interessante. Nesse caso, o primeiro plano -- do qual está o boneco e o galho -- está em foco perfeito e a floresta atrás está desfocada e instabilizada. Para Crahan, parte da glória da foto coloca-se em finalmente encontrar a utilidade pro boneco de madeira.


"Eu tive isso durante seis anos esperando e esperando," ele diz à Noisecreep. "Se você entrar no lugar onde guardo minhas coisas, eu tenho muitas que parecem lixo para a maioria, mas para mim eles todos são suportes. E elas são coisas que eu vou pegar depois. Eu consegui isso porque finalmente era a hora certa.

"A pintura é toda sobre a cor da madeira. É inverno e as coisas não estão vindo à vida, e tudo é transparente. Há um pouco de cor, mas não muita. Eu estou lá na floresta que provavelmente fica há 300 pés de um rio que inunda o tempo todo e vem até aqui, então há todo tipo de escombro.

"Pra mim, esse foi um pouco de conceito de coisas regadas, e quando a água expurga, ela deixa coisas dentro dessa estrutura. Há centenas de latas de cerveja ou plásticos de planta ou tiras ou coisas estranhas. Meu menino estava andando por aqui e ele encontrou um laptop cheio de lama. Quem anda por entre as árvores e encontra um laptop? Mas você nunca irá tropeçar por algo estranho como isso.

"Há muitas perguntas que interessam aqui. Estou propondo algumas sérias insinuações sórdidas. Eu não vou dizer de que tipo elas são. Eu vou deixar seu cérebro pensar sobre isso. Mas como muito disso tem um pouco de humor, há também algumas sérias 'vozes-baixas'. E de novo, é a respeito de tentar fazer as coisas acreditáveis quando você fechar isso, você terá que voltar à sua mente e perguntar à você mesmo, "O que foi isso tudo?"


Fonte: Noisecreep

14 de abr de 2010

Corey Taylor lista os 10 filmes que mais o assustam





Recentemente, Corey Taylor deu ao site Fangoria uma lista dos 10 filmes que mais deixam com medo seu coração mascarado.

Leiam, meus amigos, e estejam avisados - o primeiro lugar pode surpreedê-los.

9. NIGHT OF THE LIVING DEAD (A Noite dos Mortos-Vivos) - O original. Tão ridiculamente arrepiante, é insano. Os zumbis de Romero parecem muito mais horríveis em preto e branco. Eu aprendi da maneira difícil a não assistir isso numa casa de fazenda, no meio do nada.

8. CREEPSHOW (Creepshow - Show de horrores) - Sim, eu sei que é do Romero de novo, mas é do Stephen King também. Esse filme tem um efeito profundo em alguém de 10 anos de idade. Os pontos altos são um jovem Ed Harris sendo esmagado por uma sepultura, o homem-musgo do King e Hal Holbrook dando a Barbeau como comida para a coisa na caixa.

7. HALLOWEEN (1978) (Halloween - A Noite do Terror) - Esse é obviamente ótimo pra todos os tempos. Até o trailer me assustou pra caralho. Eu tenho adimiração por Michael Myers e sempre terei. Ninguém NUNCA irá mudar isso, nem mesmo chegar perto.

6. FROM DUSK TILL DAWN (Um Drink No Inferno) - Clooney com uma britadeira-crucifixo, Savini com uma arma, Cheech Marin em três diferentes papéis e sangue o suficiente pra sufocar um burro. Tão bom, tão do caralho.

5. FRIDAY THE 13TH PART IV: THE FINAL CHAPTER (Sexta-Feira 13: O Capítulo Final) - Esse aqui tinha tudo. Eu gostei do 3, mas o 4 foi simplesmente um FILME melhor. A cara do Jason escorregando pra baixo pela faca é, de longe, a coisa mais legal de todos os tempos. Ah, e Corey Feldman dominou.

4. TALES FROM THE CRYPT: DEMON KNIGHT (Demônios da Noite) - Billy Zane pode ter dado a melhor perfomance de todos os tempos de um demônio esperto. As cenas de morte são ótimas e o elenco é fantástico.

3. CLOVERFIELD (Cloverfield - O Monstro) - Eu sei que posso ir pro inferno por esse aqui, mas eu amei, mesmo sendo daqueles pra assistir uma vez só. Eles poderiam ter cortado metade das coisas de amor do começo, mas a forma como aquilo foi filmado é absolutamente brilhante, mesmo que você tenha vertigem.

2. CHILDREN OF THE CORN (A Colheita Maldita) - Tendo crescido em Iowa, esse filme era muito possível pra mim. "Ele quer você também, Malachai!" Você tá brincando comigo, caralho!?

E o meu filme de horror #1 é...

GLITTER (Glitter - O Brilho de uma Estrela), estrelando Mariah Carey. Eu nunca havia visto um "desperdício de carne sem alma" ser interpretado de maneira tão precisa em toda minha vida, e isso baseado apenas no trailer!

Corey Taylor se casará em Novembro

Corey Taylor, marcou a data de seu segundo casamento para Novembro de 2009. O vocalista atualmente está noivo de Stephanie.

Corey contou ao Daily Star, no último dia 4 de Agosto, "Vou me casar no próximo dia 13 de Novembro e os caras do Slipknot estarão lá."

"Minha noiva trabalhou com entretenimento por cinco ou seis anos, então ela pode viajar em turnê comigo".

"Tudo o que eu preciso fazer no dia é virar-se e ser correto".

Um vídeo de Corey e sua futura esposa, durante o programa Loveline, pode ser visto abaixo. Stephanie aparece no 1:35min:

video

13 de abr de 2010

Música do Dead By April remixada por Shawn Crahan

Alguns sintetizadores deste remix foram feitos pelo Shawn Crahan, do Slipknot!

A banda sueca de ‘pop-metal’ Dead By April teve a sua música ‘Angels Of Clarity’ remixada por Shawn Crahan !

Importante: Os vocais melódicos dessa música podem irritar seriamente os seus ouvidos.


Fonte: Metal Hammer

Mais detalhes do kit de relançamento do Self-titled








O site Play.com divulgou o conteúdo da edição de colecionador do Self-titled, o Slipknot – 10 anos de vida, morte, amor, ódio, dor, cicatrizes, vitória, guerra, sangue, e destruição.

O kit é composto por um cofre de aço com o seguinte conteúdo personalizado da banda:
- Camiseta (exclusiva deste lançamento)
- Touca
- Stencil
- Patch
- Um chaveiro de uma das 9 máscaras

Segundo o site de vendas, o kit custará £59,99 (R$ 183,00 - de acordo com a cotação da Libra Esterlina em 07/08/2009) e será lançado em 09/09/2009.

Corey comenta sobre sua banda paralela o Stone Sour

Corey Taylor falou com a Rock Sound no festival Sonisphere ’09 contando como foi o seu primeiro show solo no Reino Unido:

“Eu estava pronto para fazê-lo, mas não acho que outro alguém estivesse também na verdade,” o vocalista admitiu no backstage. E todo mundo ficou me perguntando o que eu ia tocar! Quero dizer, era um set acústico, eu não podia ir lá e fazer um cover de ‘South Of Heaven’. Mas todo mundo relaxou e aproveitou, esse show foi bem divertido.”

Naturalmente a Rock Sound perguntou quais são os planos do Slipknot até o final do ano; nós vamos ver o Corey Taylor usando uma máscara no Reino Unido antes de 2009 terminar? A resposta...

“Err, eu não sei, para ser honesto. Vamos ver. No momento nós temos umas duas semanas agentadas nos EUA e umas duas em outros lugares antes do nosso ciclo terminar. Nós já começamos a fazer umas demos pro Stone Sour. Nossas coisas novas soam bem melódicas mas bem sombrias, bem mais sombrio do que os dois primeiros álbuns e bem mais coesivo. Eu não sei o que é isso, mas eu ainda estou preparando muita coisa.”


Fonte: Rock Sound

Joey Jordison quase entra no projeto paralelo de Dani Filth



O vocalista do Cradle Of Filth, Dani Filth, falou com a Metal Hammer sobre um grupo de ‘rock pesado’ onde ele está trabalhando. Numa entrevista recente, ele contou sobre o começo de um novo super-grupo onde está envolvido.

“Eu vou para Noruega na próxima semana para trabalhar com o Rob Caggiano do Anthrax, o King do Gorgoroth/Godseed, o baterista John Tempesta (Exodus/Testament/Rob Zombie, The Cult), e Ice Dale do Enslaved.”

Ele também mencionou que tinha planos de ter Joey Jordison do Slipknot como o baterista.

“Originalmente era para ser o Joey do Slipknot na bateria mas ele está ocupado com outras coisas, então teremos o John Tempesta.”


Fonte: Metal Hammer

Corey Taylor comenta a volta do Alice In Chains

O vocalista do Slipknot Corey Taylor falou com a BBC sobre a volta da banda Alice In Chains. Leia um trecho do artigo abaixo:


A aprovação do Slipknot
Corey Taylor, dos heróis do metal Slipknot, é uma das pessoas que estão bastante excitadas por esta volta e disse à 6Music que ficou muito impressionado em ver o desempenho do Alice In Chains no Sonisphere Festival, na última semana.

"Foi lindo, cara", ele entusiasmado. "Eu não poderia ter pedido coisa melhor pra acontecer com essa grande banda, pra ser honesto. E suas novas músicas são doentemente boas!"

"Estou tão extasiado que vão continuar. É maravilhoso. Eles superaram a adversidade denovo".

Quanto à nova gravação, Corey acrescentou: "Esse vai ser o álbum do ano pra um monte de gente. Em primeiro lugar, é um bom tempo que eles estão fora, em segundo lugar, eles têm um fantástico cantor. Willian é muito bom".

Mesmo nunca oficialmente acabado, o Alice In Chains foi contaminada por extensa inatividade devido aos problemas de seu vocalista, Layne Staley, com drogas, culminando em sua morte em 2002. A banda se reuniu em 2005 e em 2009 terminaram a gravação de seu primeiro álbum de estúdio em quatorze anos com o novo vocalista William DuVall. O álbum, intitulado Black Gives Way to Blue, será lançado em setembro de 2009 pela Virgin/EMI.

Corey:" Minha roupa foi tão chamativa..."

Corey Taylor, achou mais intimidador enfrentar um teleprompter para gravações na última noite do que cantar ao vivo para milhares de pessoas.

O favorito do metal apresentou o Kerrang! Awards no The Brewery em Londres junto do guitarrista do Anthrax, Scott Ian (45). Corey admitiu: “Eu estava nervoso. Eu tento ir no banheiro o quanto mais vezes possível antes de ir para o palco porque nunca é divertido subir precisando usá-lo.”

E ele considerou que o uso de seu traje mais chamativo seria a melhor distração contra qualquer erro que pudesse cometer. Ele disse: “Minha linda roupa é de Oslo em Norway e é tão chamativo e alto que tiveram de aumentar o volume do som pra tirar a atenção dela.”

Corey estava honrado por ser chamado para apresentar o show e até fez piada de que faria o evento de graça: “Se eu fui pago pra fazer isso então eu não sei – eu acho que eles só compraram a minha passagem de avião. Scott é um bom amigo meu então é bom ficar com ele, e ver o Alice In Chains é sempre ótimo.”

Tirando o fato de que o Slipknot pediu somente canudinhos pretos para as bebidas, Corey disse que ele está moderando agora. Ele disse, “Eu nem sabia o que tinham feito para nós. Eu não gosto de aparecer zoado por aí então eu nunca bebo antes de um show.”

Entre a turnê pelos EUA e começar um novo álbum com o Stone Sour, o rocker está planejando seu segundo casamento em novembro.

Ele disse: “Eu vou me casar no dia 13 de novembro e alguns dos caras da banda vão estar lá. A minha noiva trabalhou com entretenimento por uns 5 ou 6 anos então ela sempre está conosco durante as turnês. Tudo que eu tenho que fazer o dia é me recompor e parecer meio decente.”


Fonte: www.dailystar.co.uk

Slipknot conquista dois prêmios no 'Kerrang! Awards'




O Slipknot recebeu dois dos prêmios mais importantes do Kerrang! Awards em Londres. A banda levou o prêmio de ‘Melhor Banda Ao Vivo’ e ‘Melhor Banda Internacional’ na premiação dessa segunda-feira (3 de agosto, 2009), da qual Corey Taylor co-apresentou junto ao Scott Ian, do Anthrax.

Ele comentou ser “muito gratificante” ganhar os dois prêmios e adicionou: “Eu não posso nem imaginar quantas bandas trabalharam duro, e é muito bom saber que as pessoas estão começando a se tocar e realmente ver sobre o que nós somos e apreciar-nos por isso.”


Veja mais fotos de Corey Taylor na premiação pelos links abaixo:


twitpic.com
jamd.com
wireimage.com

E abaixo um vídeo com entrevistas do Slipknot, The Prodigy e Machine Head:










video

10 de abr de 2010

Sid Wilson trabalhando com Izzy Dunfore

Aqui vai uma mensagem de Izzy Dunfore. Para aqueles que não fazem idéia de quem ele é, pode se dizer que Izzy é um amigo de Sid Wilson. Sid também produziu o seu álbum titulado “Izzy Dunfore”.

Aqui está uma notícia de Izzy:


“Eu tenho andado por aí e tirando poeira de tudo quanto é lugar! Eu estou indo para a cidade de Sioux, em Iowa hoje para tocar num show, mas eu pensei em passar aqui antes de pegar a estrada e dar um olá à vocês.

Nós estamos perto de terminar as gravações do álbum. Nós temos cerca de 30 músicas para escolher e colocar do “Fields Of Opportunity” e eu estou muito ansioso para lançá-lo.

Nós já gravamos um vídeo, que está emprecesso de edição, e nós vamos gravar outro no próximo final de senama e ter uma festa numa casa. A partir daí, nós teremos mais ou menos um mês para toda a mixagem final e aí já estará tudo pronto.

Esse álbum terá participações de todos com quem já trabalhei antes: DJ Starscream e Mustache Pete, B-Side, Blenz Beats, BumbleFunk Music, Fate, e Real Flo Productions. Eu terei músicas com Chris Ranallo e Laura Warwick mais uma vez também.

Agosto será o mês que vai dar um grande empurrão em tudo isso então qualquer coisa que você tiver, pode jogar tudo na comunidade online que vai definitivamente nos ajudar e ficarei agradecido! Eu vou para Des Moines na próxima semana e fazer uma música para o novo CD do Sid também, então será bem empolgante também...

Eu tenho várias coisas pra contar mas eu estou indo um pouco devagar pelo tempo que tenho para preparar a minha viagem de 5 horas.”


- Izzy Dunfore


Você pode checar o Izzy no IzzyDunfore.com e no Myspace.com/IzzyDunfore.

Sid está trabalhando em sou novo álbum solo e isto é algo pela qual os fãs do Slipknot deveriam estar esperando!


Fonte: Ootp

Dave Lombardo elogia Corey Taylor

Aqui vai um trecho da entrevista da Post-Gazzette’s com o Dave Lombardo. O baterista do Slayer fala um pouco sobre o Slipknot e Corey Taylor:


É. Vocais monstruosos misturados com vocais doces e melódicos (b.s.). É como, “Ah, cara, olha só pra isso.” Você sabe quem soube fazer isso muito bem, na verdade? O Slipknot. Foi natural para o Corey Taylor pular dos vocais melódicos para uma voz gritada, mas as bandas de hoje em dia? Huh. Muito frustrante.


- Dave Lombardo

Clown Exposure: Left For Dead




Nossa primeira reação ao ver a novo foto de Shawn Crahan para a Clown Exposure, "Left For Dead", foi, "Caralho, aquela é Laura Palmer?"

A foto - que descreve uma mulher loira nua com o rosto para baixo atrás de uma árvore na floresta - é misteriosa e macabra, nos lembrando do programa de TV de David Lynch, "Twin Peaks". No primeiro episódio do programa, um lenhador de Washington encontra o corpo de uma mulher loira morta, Laura Palmer, e pelo resto da série, policiais locais se juntam com um agente do FBI para descobrir os segredos sinistros da cidade aparentemente calma. Em "Twin Peaks", nada é como parece, e por trás de cada forro de prata há uma influência oculta. O mesmo pode ser dito em grande parte da fotografia de Clown.

O poder de "Left For Dead" está bastante situado nos ramos irregulares e marrons, folhagem da floresta em volta do cadáver. A garota deitada quase paralela ao galho ao longo da base da imagem; com um pouco de imaginação, parece que ela está flutuando. E nem o tronco, o qual leva metade da estrutura, e nem o próprio corpo, são o foco principal, elevam a apavorante beleza da imagem.



"Essa é uma exploração em criação que é e que não é" Clown diz de sua criação. "Eu não sou um fotógrafo por esporte. Eu não sou um fotógrafo de ação. Eu estou em um ponto da minha carreira agora quando eu estou realmente criando os conceitos, e então a pergunta a mim é, 'Posso criar algo que seja acreditável?'

"Eu estou sempre explorando a morte em todos os modos possíveis que eu posso, e pra algo como isso eu estou num ponto da minha vida onde estou vindo com coisas que eu quero que as pessoas acreditem, seja num modo positivo ou negativo. Eu preciso delas para estar quase sendo perseguido pela minha criação, no fato de que talvez eles estejam vendo algo diferente do que eu esteja criando. Mas ao menos eles estão vendo isso porque eu a criei."


Fonte:Noisecreep

Tracklist de re-lançamento do Self-Titled revelada




Foi revelada a tracklist do re-lançamento do Self-Titled em comemoração ao 10º aniversário do Slipknot, que será lançado no dia 29 de Setembro. O CD/DVD irá apresentar um pacote novo de digipack e um total de 25 faixas, incluindo o álbum original mais várias prévias não-lançadas que foram cortadas e faixas demo. A parte do set no DVD foi criada, como todos os DVDs anteriores da banda, pelo percussionista Shawn “Clown” Crahan e irá conter “toneladas” de "por trás das cenas" e cenas ao vivo.

A tracklist do CD será:

01. 742617000027
02. (Sic)
03. Eyeless
04. Wait And Bleed
05. Surfacing
06. Spit It Out
07. Tattered & Torn
08. Purity (Bonus Track)
09. Liberate
10. Prosthetics
11. No Life
12. Diluted
13. Only One
14. Scissors
15. Eeyore
16. Me Inside (Bonus Track)
17. Get This (Bonus Track)
18. Spit It Out (Hyper Version) (Bonus Track)
19. Spit It Out (Stamp You Out Mix) (Bonus Track)
20. (Sic) (Molt-Injected Mix) (Bonus Track)
21. Wait And Bleed (Terry Date Mix) (Bonus Track)
22. Wait And Bleed (Demo) (Bonus Track)
23. Snap (Demo) (Bonus Track)
24. Interloper (Demo) (Bonus Track)
25. Despise (Demo) (Bonus Track)


DVD:
"Of The Sic: A Decade Come And Gone": Um curta criado por M. Shawn Crahan onde se pode dar uma olhada no surreal e complexo tempo em volta do lançamento do álbum debute do Slipknot.


Clipes:
* Spit It Out
* Wait And Bleed
* Wait And Bleed (Animated Version)

Crahan disse ao The Pulse of Radio como ele está juntando o material para o DVD da banda. “Eu procuro por coisas que me façam sentir e gostar e que me deixam entusiasmado, você sabe,” disse ele. “Eu procuro por essas coisas pra começar, e uma vez que eu tenho uma porção delas, então eu continuo. E então o enredo começa daí.”


Fonte: Blabbermouth.net

Entrevista de Sid para a MTV Alemã

video video

Clown Exposure: On the wing




Bem, isso certamente parece ser bem fora do padrão do percussionista e fotógrafo do Slipknot, Shawn "Clown" Crahan. Nós estamos acostumados a ver imagens de aberrações de circo, edifícios dilapidados, animais mortos e manequins de putas; não pequenas imagens agradáveis de aviões voando no céu.

"Eu estava mostrando um monte de fotos para alguns amigos, e quando eles pegaram essa eles também pensaram que estava fora de cogitação," Crahan conta à Noisecreep. "E eu disse à eles, 'Vocês sabem, tem que modificar,' Então, essa seria tipo uma trégua."

Com isso em mente, nós olhamos adiante para algo na próxima semana que irá perseguir nossos sonhos e deixar nosso sangue frio. E para agora, nós daremos uma olhada compreensiva para "On The Wing". De fato, se você não está disposto a ver algo indecente, a foto é bem legal. Ela meio que nos lembra de um grupo de jatos militares Blue Angel voando em formação. Mas como Crahan explica, vendo pode às vezes estar enganado.



"Tem um parque militar há alguns quilômetros da minha casa chamado Camp Dodge, e eles tem dois tanques lá e alguns canhões. E há também um jato e um manequim nele vestindo um capacete. O céu estava lindo naquele dia, que foi o que realmente me levou lá pra fora. Eu estava tipo, 'Eu preciso ir lá fora e estudar o céu. Está incrível.'

"Agora, às vezes eu me sinto culpado por ser um fotógrafo preguiçoso e apenas fico em pé e tirando foto do que eu vejo pela frente. Mas para essa foto em particular, eu realmente tive que olhar pra ela. E eu realmente sentia como se eu tivesse achado o ângulo certo, e esse era o ângulo exato onde eu precisava estar.

"Todos a quem eu mostrei essa foto perguntaram, 'Oh meu Deus, você estava em outro avião? Como você fez isso? Como você chegou tão perto? ' E eu senti que aquilo era a recompensa daquele dia. Na verdade, eu desci do meu alvo e me coloquei em algumas posições desajeitadas para agarrar o movimento e o batida certa. Eu adorei o jeito de como a asa no fim está meio que cortada da foto e o jeito que eu peguei o 'bico'. E então o jeito que aquelas nuvens na esquerda estão tipo virando fazendo seu olho se mover, e há uma pequena lente na asa no meio que é natural.

"Geralmente, é bem legal quando você pega lentes porque é tipo um defeito nas camadas do vidro dentro de uma lente. E quando você captura isso, você provavelmente está olhando um pouco mais para a luz, mas acrescenta a isso. Eu acho que isso parece orgânico. É um avião de verdade, mas está em cima de um pilar que o apóia a aproximadamente 20 pés no ar."


Fonte: Noisecreep

5 de abr de 2010

Entrevista de Shawn ao site NRK

A NRK Lydverket recentemente fez uma pequena entrevista com Shawn, onde ele fala sobre os moshpits nos shows.





legenda por http://youtube.com/slipknobrlegendado






video

Coletiva de imprensa em Belfort: vídeos legendados

Coletiva de imprensa realizada na França dia 05 de Julho de 2009, antes da apresentação do Slipknot no Eurockéennes Festival.

PARTE 1
Nesta primeira parte, o Slipknot fala sobre o evento de 09/09/09, sobre o conteúdo do box que será lançado em comemoração ao décimo aniversário do primeiro álbum, sobre a idéia que a banda tinha ao começar com a música que fazem, sobre código de barras e mais.
VÍDEO: youtube.com/watch?v=s9lGXMNIg3A


video
PARTE 2
Nesta segunda parte, o Slipknot fala sobre o retorno à França, sobre o andamento da turnê, respondem à pergunta se os integrantes são comprometidos, sobre a libertação que traz a música, sobre festivais e outras coisas.
VÍDEO: youtube.com/watch?v=nDbgPDBeINw

video
PARTE 3
Nesta terceira e última parte, o Slipknot fala sobre os próximos planos da banda, sobre o cansaço da turnê, sobre o estrondoso sucesso do álbum 'All Hope Is Gone', e outras coisas divertidas.
VÍDEO: youtube.com/watch?v=PFHvSyut6lY

Thanks Slipknotbr
Créditos e tradução: youtube.com/slipknotbrlegendado

video

Mais detalhes sobre o lançamento do Self -Titled

Mais detalhes estão sendo revelados sobre o relançamento do selt-titled em comemoração ao 10º aniversário do Slipknot, pronto pra ser lançado no dia 29 de Setembro. Um representante da Roadrunner Records disse ao The Pulse of Radio que a lista do CD/DVD irá apresentar um pacote novo de digipack e um total de 25 faixas, incluindo o álbum original mais várias prévias não-lançadas que foram cortadas e faixas demo. A parte do set no DVD foi criada, como todos os DVDs anteriores da banda, pelo percussionista Shawn “Clown” Crahan e irá conter “toneladas” de "por trás das cenas" e cenas ao vivo. Crahan disse ao The Pulse of Radio como ele está juntando o material para o DVD da banda. “Eu procuro por coisas que me façam sentir e gostar e que me deixam entusiasmado, você sabe,” disse ele. “Eu procuro por essas coisas pra começar, e uma vez que eu tenho uma porção delas, então eu continuo. E então o enredo começa daí.”

O DVD também irá incluir uma faixa comentada por Crahan.

Um box versão “super deluxe” do relançamento virá num pacote que se assemelha a uma caixa de segurança, contendo uma camiseta, patch, cartões colecionáveis, chaveiro, gorro e um bilhete do vocalista Corey Taylor.

O álbum original foi lançado no dia 29 de Junho de 1999 e vendeu mais de 1,5 milhão de cópias.



Fonte: Blabbermouth.net

2 de abr de 2010

Entrevista de Chris ao site UGO.COM

O site UGO.com entrevistou Chris Fehn antes do show no Madison Square Garden, nessa entrevista ele fala sobre as máscaras, o All Hope is Gone e seus video-games preferidos.

Veja a entrevista legendada abaixo:





video

Clown Exposure: Lava



Há uma frase onde diz que o demônio está nos detalhes. Para a foto dessa semana, "Lava", o percussionista do Slipknot e fotógrafo aventureiro, Shawn "Clown" Crahan, dá um zoom em uma atraente moça em vermelho para uma perspectiva alternada de vida. Focando em seu olho como o ponto central, ele cria uma imagem que vai mais além de misteriosa e mágica do que teria sido se moldado a cabeça inteira dela, deixando sozinho seu corpo inteiro.

Embora o quadro seja claramente de uma mulher jovem, a apresentação é quase abstrata. A ponte de seu nariz parece espremida ou aplainada em um redutor de velocidade, e parece ser um rebento enigmático cutucando ou incendiando no canto do seu olho esquerdo. Há também os cabelos vermelhos ígneos ou faíscas que poderiam estar transformando ou consumindo sua carne. Veja a figura, e então leia o que Clown tem em mente.




"Eu fico obcecado em sair e criar conceitos e fotografar pessoas que querem ser fotografadas, e de vez em quando eu tenho sorte o suficiente para pegar pessoas realmente boas que conceituam a arte do jeito que eu faço e querem participar do jeito que eu quero. Essa foto não foi criada até que nós levamos o tempo para fazê-la. Ela decidiu ir de verdade com isso e com a maquiagem e fazer algo realmente divertido. Se ela não estivesse disposta a fazer aquilo, não haveria foto alguma.

"Essa é muito importante pra mim porque eu estava fotografando o assunto inteiro, mas nessa imagem em particular eu fui direto ao olho e eu quase eliminei os cabelos vermelhos e as faíscas. Eu fui diretamente à pessoa por um momento e senti que nós estávamos conectados naquele momento em nossa criação de arte viva. E isso pode ter sito apenas por um segundo, mas vamos dizer que eu tirei 1000 fotos aquele dia. Essa é a que as massas terão.

"Enquanto eu estava fotografando essa, eu estava relembrando a mim mesmo para prestar atenção no que estava acontecendo em minha mente mais tarde, quando é a hora da comunhão, eu estarei apto a trazer isso tudo pra fora. E nesse momento, todas as estrelas estarão alinhadas para nós. Você desenha dentro daquele olho e você gira ao redor das faíscas e então você é levado diretamente a esse quadro com esses cabelos amarrados a direita. E você é trazido ao redor da pintura e tem esses cabelos desfocados, e então você começa tudo de novo.

"Essa é a lava. Há algo lá que é bonito, mas não necessariamente algo em que você tenha que mergulhar profundamente. Está tudo no olho."


Fonte: Noisecreep