26 de set de 2008

Slipknot na Metal Edge de Outubro
















Slipknot é capa da edição de outubro da revista americana Metal Edge.Você pode ver a capa logo abaixo e algumas imagens da matéria acima.A revista conta também com uma versão digital, que pode ser vista gratuitamente acessando por aqui <-----Clique ali. A matéria com a banda começa na página 52.clique para ampliar.








O Slipknot comenta sobre o 9.0 live

SLIPKNOT: O MELHOR DO RESTO
Lendo a história insana dos álbuns do escritor Jon Wiederhorn nessa edição da Revolver, você deve ter notado que um álbum ficou faltando: O álbum ao vivo de 2005, o 9.0 Live. Bom, agora não falta mais...
9.0 Live (Roadrunner, 2005)
Para uma banda como o Slipknot, que sempre prosperou mais no palco do que no estúdio, fazer um álbum ao vivo não era nenhuma necessidade. A oportunidade veio durante a turnê do Vol. 3: The Subliminal Verses, entre 2004 e 2005. O Slipknot percebeu que, quando gravaram o DVD ao vivo em 2002, o Disasterpieces, como eles se apresentaram bem, sabendo que aquilo estava sendo gravado para a posteridade, e eles tiveram a mesma intensidade e precisão no 9.0. Feito com os shows de Tóquio, Osaka, Singapura, Las Vegas, Phoenix, Dallas e Nova Iorque, o cd duplo tem músicas dos três álbuns da banda, incluindo músicas raramente tocadas, e b-sides, como "Get This" e "Purity", que foi retirada do Slipknot por motivos de copyright, assim como "Skin Ticket" do álbum Iowa, que foi tocada pela primeira vez. Alcançando o Top 20 da Billboard, no caminho pra se tornar disco de ouro, o 9.0 foi além de criativo, um sucesso comercial - o que não significa que não foi amaldiçoado com aquela tensão entre a banda, que parece perseguir o Slipknot em tudo que eles fazem.JAMES ROOT:
Eu não sou um grande fã de álbuns ao vivo. Tiveram alguns bons no passado. Eu estava um pouco nervoso sobre isso porque quando estamos no palco, eu não penso muito em tocar guitarra. E quando você lança um álbum ao vivo, você está embaixo de um microscópio. Você ouve cada pequena falha. Se você erra uma nota ou a batida, ou tem um erro aqui ou ali, pronto. Fica pra sempre. Nosso engenheiro de som gravou mais de 100 shows, e ele voltou pra Iowa pra fazer algumas edições, e quando ele acabou de editar todas essas músicas, o que foi um trabalho muito pesado, ele trouxe uma caixa de cd's pra minha casa, e todos estavam catalogando. Então, depois de ouvir tudo aquilo de novo, só faltava a banda decidir, quais eram os shows bons.
PAUL GRAY:
O cd ao vivo foi demais. Acho que nós lançamos um dos melhores álbuns ao vivo de todos os tempos. Live After Death (do Iron Maiden) é ótimo. Mas eu diria Live After Death e aí o 9.0. Enquanto a gente gravava, nós tínhamos uma DAT. Nós íamos fazer um show, mas achamos que as pessoas de Detroit iriam ficar felizes se tivesse uma música de lá no álbum, a mesma coisa com as pessoas de L.A. Foi um saco juntar tudo isso, porque tínhamos que ouvir a mesma música 50 vezes em cidades diferentes. Você diria "Eu gostei muito de como ficou em Detroit, Chicago e Houston" e o outro vinha e falava "Vai a merda, aquele foi o pior show!" Então teve bastante coisa pra entender. E aquilo vendeu muito para um álbum ao vivo, e não tenho dúvidas. Todas essas bandas fazem um álbum ao vivo, e é só uma gravação ao vivo com umas guitarras extras e uns back vocals. Mas quando você pega o nosso álbum, somos nós ali de verdade.
COREY TAYLOR:
Eu acho que o cd ao vivo é bom. É difícil pra eu ouvir pelo jeito que minha máscara faz minha voz sair. Minha máscara velha era bem densa e não era muito legal pra cantar, porque ela saia do lugar um pouco e eu tinha que colocar o microfone dentro da merda da máscara para cantar. Pra mim, sempre parecia que eu estava em um túnel. Deixou mais agudo e não tinha aquela sensação natural, boa. É por essa razão que a máscara nova é bem grudada no rosto. Então parece que eu estou cantando. Mas eu lembro os shows que nós fazíamos, e eu apóio esse cd. Acho que é um dos melhores no mercado.
SHAWN CRAHAN:
Eu ainda não ouvi o álbum. Foi feito nas minhas Pro-Tools. Eu fiz toda a arte. Nós fizemos cada show e eu vivi isso. Eu ouvia aquelas coisas toda noite. Acho que eu ouvi umas duas músicas depois que o cd saiu. Mas são todas as músicas que nós tocamos e todas as emoções. "Skin Ticket" está lá. Grande, grande, grande sucesso, "Skin Ticket", então eu estou feliz com isso. Amei a cor de tudo. Nós tivemos uma grande surpresa porque tem a mão de um Maggot alcançando o alto da capa, e você consegue ver o movimento maravilhoso da música. O garoto precisa chegar no topo, e se você olhar bem direito, você vai ver a mão do Sid e ele está tentando fazer essa conexão. Foi essa a metáfora por trás do álbum. Banda conhecendo o fã. E teve uma guerra sobre isso, as pessoas pensaram que eu tirei a merda da foto e foi por isso que eu queria usar sabe? Como se eu tivesse um plano secreto ou coisa do tipo. Eu falo "Ahhh, eu estou no palco." Mas isso é muito legal porque eles sabem "Não esconda nada do Clown", ele pode estar andando por aí com uma câmera. Eu gostei de verdade, daquela arte e fiz todo mundo virar de cabeça pra baixo cara. E a arte de dentro em preto e branco, é de um cara chamado Eddie Sung de Singapura, ele apontou o dedo na minha cara e foi grosso. Eu nem o conhecia e estava fazendo essa entrevista, aí ele veio na minha frente com a câmera na minha cara e eu representei cara. Se você olhar a foto do Clown, você vai ver isso. Depois ele ficou falando e falando e eu disse "O que foi cara, porque você ta no meu pé" e ele disse "Você sabe qual a minha inspiração de vida é para a minha fotografia?" Eu disse "O que?" e ele disse, "Rick Rubin. Você quer ver sua foto agora?" eu disse "Me dá." ele me mostrou e eu disse "Isso vai estar no cd ao vivo." nós viramos amigos. Ele disse "Você realmente se comprometeu com isso." e eu respondi "cara, você mal sabe. Eu te dei o meu ódio mais profundo sobre o que eu odeio no que eu faço. Você entendeu"

Slipknot na Revolver Magazine


Revolver Magazine preparou para Novembro uma edição especial com 10 capas diferentes com os integrantes do Slipknot.Veja as capas acima ou, se preferir em tamanho maior, clique na foto!



A revista Metal Hammer se orgulha de apresentar uma edição especial do Slipknot. Vasculhamos nossos arquivos pra levar té você a história definitiva desta máquina barulhenta de 18 pernas.Incluindo também: Bandas que inspiraram Slipknot e um boa olhada nos projetos paralelos dos integrantes.

16 de set de 2008

O que há de novo no All Hope Is Gone?

Antes em seu último CD,o Slipknot era muito desunido, cada um era muito induvidualista e não pensavam juntos brigavam muito e até pensaram em se separar leia a matéria a seguir:
O Vocalista d o Slipknot fez uma declaração que deixou os fãs da banda, no mínimo,decepcionados.Ele disse que o próximo disco da Banda será o último.A afirmação causou muita controvérsia e para deixar as coisas mais claras,Corey ecreveu um comunicado no site do Stone Sour.Leia na integra:
Vocês me conhecem ...Eu realmente não ligo se alguém lê isso,acredita ou responde qualquer coisa sobre mim.Eu acho que vou deixar as coisas bem claras.Quando eu falo sobre o Slipknot,nunca é sob um ponto de vista pessimista e sim pragmático.Nunca será de uma forma negativa,e sim,apenas a realidade dos fatos. Nenhum de vocês tem idéia do que está se passando com esta banda atualmente.Vocês sabem com quantas pessoas do Slipknot eu tenho falado,tirando Jim Root,nos últimos seis meses?Uma.Primeiramente,nimguém pode mexer no que a gente fez no Slipknot .Nós alcançamos algo que todos diziam impossível.Nós lançamos dois dos melhores álbuns,na minha opinião,de todos os tempos.Eu acredito que podemos fazer mais um álbum e acabar a banda num topo elevado.Mas,continuar sem a energia natural do Slipknot,apenas por dinheiro?Nunca.Eu nunca faria isso,e nunca deixaria isso acontecer com uma banda pelo qual eu sangrei e quase fiquei cego de um olho,sem falar que quase perdi minha voz e minha habilidade de cantar.É simples :Eu amo o Slipknot e tenho direito de falar sobre seu futuro,especialmente quando tem tanta coisa errada acontecendo por trás e que graças a Deus vocês fãs não vêem; e eu faria o possível para manter isso longe de vocês ,porque se não gostam do que eu falo,vocês enlouqueceriam se ouvissem a realidade. Esta é a verdade : sairá um outro álbum do Slipknot , e uma outra turnê.Eu amo vocês,mas ás vezes as coisas simplismente acontecem.
Bom como vocês leram acima a banda era muito desunida mas vendo as entrevistas a seguir você verá que eles estão bem unidos agora e que a banda mudou muito!

http://www.youtube.com/watch?v=3ETtz8cwy9g&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=i3O5KoS68Is&eurl=http://slipknotbr.com/index.php?start_from=10&ucat=&archive=&subaction=&id=&

http://www.youtube.com/watch?v=upD12fIwJys&feature=related

Bom uma coisa que também é diferente nesse novo álbum são as máscaras na foto abaixo da pra vocês ter uma visão geral das máscaras












(clique na foto e veja ela com zoom)






Sid anteriormente já usou máscaras de gás e algumas variações de máscaras de caveiras. Atualmente usa uma máscara que lembra um andróide.
Joey-Kabuki (Máscara japonesa) com coroa de espinhos .
Paul-Era, originalmente, uma máscara de couro com dreads falsos que praticamente cobriam seu cabelo. E então essa máscara moldada com latex e dreads falsos teve várias versões. Com a máscara do Vol.3, que pelo lado esquerdo está sorrindo e pelo direito está triste, talvez represente a vida de Corey, que foi muito triste na sua infância, mas venceu na vida e hoje vive feliz. Os dreads sumiram e é seu próprio cabelo, vermelho e roxo. Atualmente, Corey usa uma máscara toda de latex, somente com abertura para os olhos, nariz e boca, pequenos furos para os ouvidos e aberta em cima, na região dos cabelos.
Chris tem uma máscara parecida com o Pinocchio, com um nariz de aproximadamente 30 centímetros. Essa máscara tem diversas versões.
James-Quando James se juntou á banda, ele teve que usar a máscara de seu antecessor, Josh. Uma máscara preta de escravo. Ele costumava colocar seu cabelo em cima da máscara pois tinha um cabelo roxo e por isso dá para ver fios roxos no primeiro álbum. Sua máscara no IOWA é uma máscara de bobo-da-corte, que reflete sua personalidade. Sua nova máscara, é uma pequena variação da máscara do álbum IOWA e do Vol.3. Tornou-se mais pálida e sem expressão, tem um zipper na boca e com detalhes em vermelho nos olhos.
Craig- A primeira máscara de Craig foi apenas uma meia-calça em sua cabeça com uma camisa. Mais tarde usou um velho capacete de mergulho, pintado de preto e com espetos. No álbum IOWA, Craig usou uma mascara de latex com espetos e um zíper na boca. No Vol.3, sua máscara não mudou tirando os espetos que não são mais tão grandes e se movem com mais facilidade para perder a pressão. Atualmente a máscara de Craig é a mesma do Vol.3, só com mais alguns detalhes.
Shawn-A máscara original de Shawn, que ele fez a aproximadamente 20 anos, quando disse: “Eu vou matar todos os filhos da puta daqui! Qual é a pergunta? A máscara? Ela representa minha morte!” Na época do Iowa ela mudou, com um visual mais dark e sinistro, com um pentagrama de cabeça para baixo. Tinha na testa cravado o número 6, número que Shawn é na banda, e tinha características de metal como “chifres”, e na sua cabeça, é como se ela tivesse rasgado, parte do seu cérebro coberto por sangue. Essa máscara teve muitas variações. Já no Vol.3 uma máscara diferente, enfaixada com fita adesiva médica, manchada de sangue, mas continua com o seu mesmo nariz de palhaço. No final da turnê do Subliminal, Shawn removeu as partes superiores de sua máscara, deixando seu cabelo pendurado para fora. Atualmente, Clown utiliza uma máscara meio palhaço-masoquista, toda em couro preto, com costuras e um zíper na boca.
Mick-Desde que se juntou a banda, Mick já usou vários estilos de máscara. Já usou uma de hockey modificada. Durante o Iowa ele usou uma bem metalizada. Atualmente Mick está usando uma máscara futurista com um olhar bem assustador.
Corey-Era, originalmente, uma máscara de couro com dreads falsos que praticamente cobriam seu cabelo. E então essa máscara moldada com latex e dreads falsos teve várias versões. Com a máscara do Vol.3, que pelo lado esquerdo está sorrindo e pelo direito está triste, talvez represente a vida de Corey, que foi muito triste na sua infância, mas venceu na vida e hoje vive feliz. Os dreads sumiram e é seu próprio cabelo, vermelho e roxo. Atualmente, Corey usa uma máscara toda de latex, somente com abertura para os olhos, nariz e boca, pequenos furos para os ouvidos e aberta em cima, na região dos cabelos. Outra novidade é o no símbolo deles veja abaixo:






14 de set de 2008

All Hope is Gone " no Brasil"

Versão nacional de 'All Hope Is Gone' já tem data de lançamento

A Warner Music lançará uma versão nacional do novo álbum do Slipknot 'All Hope Is Gone'.O disco já está aberto para pré-venda no Submarino.com.br e será lançado dia 29 de Setembro. A versão nacional é apenas a simples, com um único CD.Ainda não há previsão de lançamento da versão especial (CD+DVD).
Clique aqui para reservar sua cópia (R$ 38,90 + Frete)
Resenha do disco no Submarino:Depois de mais de cinco milhões de discos vendidos nos Estado Unidos, o Slipknot volta com toda a disposição e ira de antes. Buscando sempre a superação, a banda - de estilo único com nove homens de máscara e macacões - apresenta seu quarto trabalho All Hope is Gone, produzido por Dave Fortman (Evanescence / Mudvayne) no Sound Farm Studios. Depois de três álbuns lançados, dois DVDs, todos, no mínimo, disco de platina, e diversos festivais e turnês lotadas, o grupo se sentiu livre para ir um pouco mais além. Por isso, os fãs podem esperar algo mais ousado. Para esse novo projeto, a banda preferiu uma abordagem mais expressiva e estilística, sem deixar a fúria predominante e explorar ao máximo a melodia das músicas (sua marca registrada). São 12 faixas inéditas, ainda mais pesadas, com destaque para "Psychosocial", o primeiro single, além das fantásticas "Dead Memories", "Sulfur" e "Execute". Confira!

Segundo video do vma!

Gnete segue abaixo um outro video caseiro do vma ,o Slipknot apresentando a categoria Hip-Hop o audio é meio ruim mais o que vale é a intenção! stay(sic)


Maggot Recordings All Right Reserveds ®©
Mtv Brasil Todos os Direitos Reservados®©

13 de set de 2008

Parceiro

Estou precisando de um parceiro que saiba falar inglês,para poder legendar alguns videos do youtube para mim!Quem estiver interessado favor manda um e-mail para : slipmaggotgirl@hotmail.com ou girlmaggot@hotmail.com bjus!(obs o "parceiro" será eleito!)

9 de set de 2008

Europe Music Awards







O Europe Music Awards está marcado para acontecer dia 6 de novembro de 2008 em Liverpool, Inglaterra, e a votação para os concorrentes está aberta! O voto é aberto ao público e os fãs podem votar nos seus artistas favoritos para se tornarem um dos 5 concorrentes! Ajude o Slipknot a entrar na lista para um prêmio!O Slipknot já está pré-indicado para a categoria "Rock Out", mas você pode indicá-lo para outras categorias. É só rolar a página para baixo e, no box 'NOMINATE' escrever o nome da banda após selecionar a categoria na caixa logo ao lado.A página para votação pode ser acessada clicando aqui.

8 de set de 2008

VMA

Ontem (07/09) foi apresentado a cerimônia de premiação do Video Music Awards (VMA08) da MTV americana, em que o Slipknot concorria com o clipe de Psychosocial na categoria Best Rock Video (Melhor Video de Rock) com bandas como Foo Fighters, Paramore, Linkin Park e Fall Out Boy.Infelizmente a banda perdeu o troféu para o clipe Shadow of the Day do Linkin Park.Corey, Jim e Paul ainda subiram ao palco para apresentar o prêmio de Best Hip Hop Video (Melhor Vídeo de Hip Hop).Confiram abaixo um vídeo caseiro da premiação do melhor video de rock:


MTV ALL RIGHT RESERVEDS ©
SLIPKNOT ALL RIGHT RESERVEDS ©